Prospere, até na adversidade 5

Jr 27:12b – “Coloquem o pescoço sob o jugo do rei da Babilônia, sujeitem-se à ele e ao seu povo, e vocês viverão.”

Em situação contrária, em caso de aprisionamento – ainda que da alma, a vontade que dá é de parar tudo, deixar as coisas no ponto em que se encontram e se entocar, como um caramujo ao se sentir ameaçado. Mas, quando o povo judeu foi levado para o cativeiro da Babilônia a orientação de Deus para eles, que hoje vale para nós, foi exatamente o oposto: Continuar lendo “Prospere, até na adversidade 5”

Prospere, até na adversidade 4

Jr 27:12b – “Coloquem o pescoço sob o jugo do rei da Babilônia, sujeitem-se à ele e ao seu povo, e vocês viverão.”

O processo de se colocar sob o jugo de alguém não é fácil para ninguém e todos aqueles que, por alguma razão se encontram nesta condição, alimentam no coração uma urgência de ver que as coisas vão mudar. Essa expectativa por muitas vezes é o combustível que faz com que permaneçam em movimento. Continuar lendo “Prospere, até na adversidade 4”

Prospere, até na adversidade 3

Jr 27:12b – “Coloquem o pescoço sob o jugo do rei da Babilônia, sujeitem-se à ele e ao seu povo, e vocês viverão.”

Como parte da orientação ao Seu povo, Deus deu também o comando para que plantassem na terra para onde foram levados cativos. Mas não bastava plantar, eles teriam que aguardar o tempo de colher os frutos dessa semeadura e ainda, alimentar-se deles. Continuar lendo “Prospere, até na adversidade 3”

Prospere, até na adversidade 2

Jr 27:12b“Coloquem o pescoço sob o jugo do rei da Babilônia, sujeitem-se à ele e ao seu povo, e vocês viverão.”

Deus sempre nos coloca à prova, a fim de experimentar a nossa fidelidade e o nível de nossa obediência. Dois anos depois que o povo se encontrava no exílio Ele mandou uma mensagem para o Seu povo, passando várias orientações e promessas. Nesta postagem falarei sobre a 1a delas: Continuar lendo “Prospere, até na adversidade 2”