Como estão suas emoções?

Estudando um pouco sobre a administração das emoções, aprendi algumas coisas com Joyce Meyer e quero compartilhar com você.

O primeiro ensino que me chamou a atenção foi que a autora nos leva a compreender que o Senhor permite que a gente passe por tribulações, como uma forma de nos treinar para o momento da visitação do inimigo, pois é certo que uma hora ele fará isso. Precisamos estar adestrados, como um acadêmico que vive situações práticas na faculdade a fim de estar preparado para quando estiver atuando como profissional.

“As emoções podem ser chamadas de o inimigo mais formidável da vida de um cristão espiritual”.

WATCHMAN NEE

Quanto aos problemas emocionais, a grande maioria das pessoas são vítimas da falta de perdão – algumas vezes por não se sentir perdoadas e outras vezes, a maiorida delas, por não conseguir perdoar. Joyce Meyer ensina que não basta somente perdoar, precisamos juntamente assumir a posição de não amaldiçoar.

E quando é que amaldiçoamos alguém que nos feriu? Quando falamos mal dessa pessoa, quando propagamos para os outros aquilo que nós enxergamos de ruim nela. Qual é então a postura correta a ser adotada? É a postura de perdoar e abençoar – falar bem daqueles que nos feriram.

Fica mais fácil quando lembramos que todos pecamos, e que assim, todos ficamos longe da gloria de Deus. Desta forma, não somos melhores que ninguém que porventura tenha nos atingido emocionalmente.

No livro de Salmos no capítulo 23 versículos 4 a 6, Deus mostra o que quer para a nossa vida: proteção, direção, consolo, alegria – uma palavra grega “chara” que tem como significado “raro prazer”; o Senhor também quer que a nossa boca seia cheia de ações de graças e louvores; e por fim, o alvo dele é que sejamos salvos.

Mas o que acontece com o plano de Deus para nós? Se não cuidarmos de nossa alma ele tende a fracassar, pois somos feitos como um poço de águas limpas que, ao longo dos anos Satanás vai jogando suas sujeiras para tentar entulhar. Ele lança os abusos, mágoas, rejeições, ressentimentos, autopiedade, vingança, depressão, desespero, dentre outras coisas.

“Ninguém pode ser liberto de um problema até que esteja disposto a admitir que tem um problema”.

JOYCE MEYER

E onde encontramos solução para estes problemas? Em Deus. Ele é a saída para todo desequilíbrio emocional. Nele somos livres e não precisamos de máscaras.  Busque por Ele e receba cura e libertação, em nome de Jesus.

Ana Cunha Araújo

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s