Prefira a cura

Ez 47.8 e 9 – “Então me disse: Estas águas saem para a região oriental e, descendo pela Arabá, entrarão no Mar Morto, e ao entrarem nas águas salgadas, estas se tornarão saudáveis. E por onde quer que entrar o rio viverá todo ser vivente que vive em enxames, e haverá muitíssimo peixe; porque lá chegarão estas águas, para que as águas do mar se tornem doces, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio”.

A Palavra de Deus é sempre um consolo nas horas de tristeza e um excelente bálsamo que, quando colocado nas áreas onde sentimos dor, traz refrigério.

Ezequiel nos mostra uma revelação sobre o rio purificador, que sai do templo e vai para a região oriental levando cura e doçura.

  • ORIENTE: Lado onde nasce o Sol

1. O RIO DE DEUS ESTÁ VOLTADO PARA O LADO ONDE HÁ O RENOVO

Ez 47.1 – “(…) pois a frente do templo dava para o oriente (…)”.

Segundo a carta feita por Paulo aos romanos, a renovação do entendimento é uma condição para a transformação.

Para alcançarmos a cura proposta por Deus, precisamos estar dispostos a sermos também transformados – renunciando aos velhos conceitos ditados pela cultura ou por princípios familiares que são contrários à Palavra.

2. O NÍVEL DO RIO AUMENTA À MEDIDA QUE SE AVANÇA

O alvo do Eterno é ampliar sobre nós a sua unção a fim de liberar a cura sobre todas as áreas de nossas vidas. Mas Ele espera que nos posicionemos, fazendo o caminho escolhido por Ele.

Ez 47.2 – “Então me levou para fora pelo caminho da porta do norte, e me fez dar uma volta pelo caminho de fora até a porta exterior, pelo caminho da porta oriental (…).”

3. ESSE RIO É GARANTIA DE CURA PARA OS QUE DECIDIREM POR ELA

O potencial de curar e adoçar estão verdadeiramente nas águas que correm do trono de Deus, conforme é apresentado por Ezequiel.

Ez 47.9 – “E por onde quer que entrar o rio viverá todo ser vivente que vive em enxames, e haverá muitíssimo peixe; porque lá chegarão estas águas, para que as águas do mar se tornem doces, e viverá tudo por onde quer que entrar este rio”.

Diante desta verdade uma pergunta pode ser feita: Se existe este poder nessas águas, então porque muitos ainda não tiveram sua sorte mudada?

Infelizmente, algumas pessoas tomam atitudes semelhantes a que tomou a mulher de Ló, que fez a escolha contrária e olhou para trás – terminando sua história como uma estátua de sal.

O livro em estudo mostra que na região por onde o rio passava, algumas áreas terminaram como território de sal.

Ez 47.11 – “Mas os seus charcos e os seus pântanos não sararão; serão deixados para sal”.

Escolha a cura que Deus tem preparado para a sua vida. Não aceite ser paralisado na conquista, nem ser uma pessoa doente ou amarga. Prefira viver a promessa:

Ez 47.12 – “E junto do rio, à sua margem, de uma e de outra banda, nascerá toda sorte de árvore que dá fruto para se comer. Não murchará a sua folha, nem faltará o seu fruto. Nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário. O seu fruto servirá de alimento e a sua folha de remédio”.

Pra. Ana Cunha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s